fbpx

KPI: tudo o que você precisa saber

A sigla KPI vem do inglês Key Performance Indicator, ou seja, indicador-chave de performance. O KPI nada mais é do que a documentação dos indicadores e das estratégias da sua empresa, e é essencial para determinar o sucesso dela.

Você pode estar se perguntando o porquê dos KPIs serem tão determinantes assim para o sucesso. Eu respondo: para uma estratégia obter sucesso, é necessário que haja um acompanhamento assíduo de todas as ações que estão sendo desempenhadas, pois, assim, você sabe perfeitamente o que está funcionando e o que não está. Sem dúvida, se você puder ter essa visão, será muito mais fácil acertar na hora de tomar uma decisão.

É importante ter em mente que, apesar de uma métrica poder se tornar um KPI, eles não são a mesma coisa. Como você já sabe, os KPIs são indicadores importantes para a sua empresa, já a métrica é algo que precisa ser medido. A partir do momento que essa métrica é relevante para a estratégia, ela se torna um indicador-chave de performance.

Você já sabe o que é e para que servem os indicadores-chave de performance, agora vem a parte mais importante! Se quiser entender como utilizá-los na sua empresa, é só continuar lendo que vou explicar tudo o que você precisa saber!
 

  1. Como escolher um KPI de qualidade
  2. Tipos de Key Performance Indicator

 

Como escolher um KPI de qualidade

Entenda que o KPI precisa estar diretamente ligado com o que você quer. Ou seja, os indicadores devem mostrar dados cujo acompanhamento seja relevante para que você consiga definir a estratégia capaz de atingir seu objetivo. Desse modo, você evita que os indicadores mostrem a performance errada.

Na hora de escolher seu KPI você deve se atentar a coisas simples, por exemplo:

  • Assegure-se de que o indicador-chave que você escolheu está disponível para ser mensurado e analisado. Não tem como qualificar, nem medir algo que não existe.
  • Tenha certeza que o KPI cumpre a função de mostrar que o objetivo principal está sendo atingido, e a estratégia está trazendo resultados.
  • Não escolha indicadores que somente mostram números altos, mas sem relevância (como os likes nas redes sociais). Você deve escolher, para analisar, os dados que realmente são pertinentes ao momento e ao resultado que você pretende.
  • Os indicadores-chave que você escolher devem te ajudar a trilhar o melhor caminho possível. Para isso, devem conter dados que permitam saber quais são as decisões mais inteligentes a serem tomadas.
  • Lembre-se de escolher KPIs que podem ser medidos constantemente. Até porque, é acompanhando as medidas que você consegue analisar o que está ou não, funcionando, e, também, se o ROI está vantajoso.

Tipos de Key Performance Indicator

É claro que existem vários tipos de KPIs (vários mesmo!), mas, para facilitar, vou explicar por partes:

KPIs primários

Esses são os que mais interessam aos diretores C-level, em virtude de serem específicos para a estratégia do negócio, e, também, englobarem o resultado como um todo. São os KPIs primários que auxiliam os diretores a determinar qual rumo a empresa deve seguir. Para exemplificar, no caso de uma empresa que tem como objetivo aumentar as vendas, os KPIs primários seriam:

  • growth
  • escalabilidade
  • churn rate
  • receita média por transação
  • faturamento
  • ticket médio

KPIs secundários

Aqui, os indicadores são de interesse total dos gerentes, uma vez que eles justificam e mostram como os resultados dos KPIs primários foram atingidos. Continuando com o mesmo exemplo, alguns indicadores relevantes são:

  • Turnover
  • Meta de vendas
  • Faturamento x despesas
  • Custo operacional
  • Rentabilidade por segmentação/produto/ serviço/ setor…
  • Bounce rate

KPIs práticos

Esses KPIs dizem respeito a dados mais aprofundados, por isso, tendem a ter uma quantidade maior de indicadores. Dessa forma, posso citar:

  • Quantidade de vendas
  • Leads qualificados
  • Oportunidades recebidas
  • Motivos de perda
  • Taxa de conversão por vendedor
  • Origem da venda

Veja bem, sempre que for analisar um KPI que está numa categoria mais baixa, é imprescindível que acompanhe os anteriores também! Por exemplo, se está analisando os KPIs práticos, é fundamental analisar os KPIs primários e secundários além daqueles.

Já deu pra entender como funciona na teoria né? Então corre pôr em prática para sua empresa decolar de vez! O Google Analytics é uma ótima ferramenta que pode te ajudar na análise de indicadores. Boa sorte e não se esqueça de focar sempre no objetivo principal da empresa. 🙂